O que era mais bonito: antes ou depois da regra do saque?

Acho q antes da regra de nao poder mais esconder o saque por debaixo do saque o jogo era muito mais técnico e bonito de se ver, mas, apenas para os praticantes do esporte.
Hoje tem muita pancadaria , o q é + bonito para quem ñ pratica, tbm é legal pra gente q joga, mas, sinto falta dos grandes sacadores como o liu guoliang

não vejo nada de bonito em esconder saques. o saque do liu guoliang era absurdo. taum escondido que quando a regra mudou e a bola aumentou ele deixou logo de jogar. ele percebeu que não teria nenhuma chance com o saques desobistruido.

[quote=“drivemortal”:forodmc6]Acho q antes da regra de nao poder mais esconder o saque por debaixo do saque o jogo era muito mais técnico e bonito de se ver, mas , apenas para os praticantes do esporte.
Hoje tem muita pancadaria , oq é + bonito para quem ñ pratica , tbm é legal pra gente q joga , mas , sinto falta dos grandes sacadores como o liu guoliang[/quote]

Realmente, prefiro agora com essa regra, acho mais [email protected]@!

acho que o jogo perdeu um pouco da malícia e sutileza ,tanto que os jogadores que se destacavam por esses quesitos não conseguiram mais bons resultados realmente.

O liu não teria chance mesmo de jogar com o saque desobstruído ,mas eu achava lindo os adversários caindo feito patos (apesar de serem grandes jogadores como por exemplo o mestre dos mestres J.O Waldner) no saque dele

Bonito é ter várias opções de serviço eficientes, que mesmo o adversário visualizando todo o procedimento, ainda cometa erros de devolução.

Saque escondido é e era um subterfúgio, qual porta está o prêmio? Qual efeito vem na bola?

A “malícia” está em treinar para jogar bem, sem obter vantagem(leia enganar) o oponente na primeira bola.

Tomem como exemplo Samsonov, que com um simples movimento e sempre com o mesmo movimento impoe variações de saques.

Waldner, mesmo depois da mudança na regra, conseguiu ter um belo serviço.

Abraços,

Bob

Eu prefiro os saques limpos embora essa nova regra traga algumas implicações, como por ex., jogadores que insistem em sacar da maneira antiga, parece simplesmente que pararam no tempo. Eu fico pasmo com a arrogância que estes jogadores demonstram. E tem alguns que são ainda piores, além de sacarem escondido continuam sacando preso, sem soltar a bola da mão. Geralmente são alguns senhores que praticam o esporte há algumas décadas, mas que demonstram igual arrogância.
Agora, o que eu fui contra sem dúvida foi o novo sistema de 11 pontos e 2 saques alternados. Não há como estabelecer um ritmo de saques. Antes se poderia planejar uma sequência de saques a fim de passarmos a frente no marcador. Agora tudo virou uma espécie de toma-lá-dá-cá.

Aprovadíssimo!

É muito difícil entender como alguém ainda esconda o saque (leia-se: coloca o braço e tudo mais que puder na frente da bola!). Imaginem se alguns jogadores insistissem em jogar com vantagem no vôlei de quadra?

Parece que tem gente que pára no tempo mesmo, infelizmente.

No mais, a mudança no saque foi uma medida excelente. Tornou o jogo mais competitivo e atraente, além de também torná-lo mais justo.

Eu gosto da regra de 11 pontos, 2 saques.
O cara é obrigado a achar uma solução ideal , um saque propício ao seu jogo, ou seja, tem que pensar 10x antes de sacar.

Eu acho 5 saques muito aleatório. Atualmente é mais competitivo.

Agora… é fo** aguentar saque irregular viu, dá raiva saque preso, escondido.

hinoki escreveu:
A “malícia” está em treinar para jogar bem, sem obter vantagem(leia enganar) o oponente na primeira bola.

Não se treina saque não? Vc acha que pro Liu chegar naquele nível de variação e eficiência no saque , ele não treinou exaustivamente desde moleque?

Concordo quando vc diz que é bonito ver alguém levar o adversário ao erro , mesmo ele visualizando todo o procedimento. Mas , olha que desta forma ele também vai tentar enganar o adversário para obter vantagem na primeira bola
vlw

O serviço era o principal diferencial do Liu, permitia finalizações rápidas, ao trocar mais bolas ele tinha uma tendência de errar bolas fáceis.

Sua forma de servir era permitida na época e a habilidade pessoal ampliava a eficiência.

É fundamental treinamento de serviço mas o mais importante é torná-lo efetivo.

A primeira bola permite estabelecer a forma que o ponto será disputado.

É óbvio que o serviço precisa ser efetivo e seguir o regramento da ITTF, em momento algum disse para “não treinar saque”.

Assim como o princípio do jogo é pontuar induzindo o adversário ao erro ou impossibilitando sua devolução correta.

Desculpe se não entendeu o que escrevi, explicitei a forma inadequada e ilegal ao obstruir a visão do oponente, se o mesmo não entende o efeito ou a presença do mesmo, aí é outro assunto…

Mas o jogo ficou tão “porrada” q eu nem vejo a bolinha… :lol: :lol: :lol: