Capa Fóruns Materiais Colas alternativas e boosters

Este tópico contém 262 respostas, possui 48 vozes e foi atualizado pela última vez por  Danilo 2 anos, 9 meses atrás.

Visualizando 15 posts - 16 até 30 (de 263 do total)

Colas alternativas e boosters

  • Diógenes Gonçalves

    diego.x.twister.
    Sugestões muito interessantes sobre boosters e inéditas, pelo menos para mim. Vou testar assim que puder.
    Abraço.

    booster . alternativas . da um efeito muito bom e estica muito a borracha ate enrola e dura meses é ( olêo de maquina) de costura eu uso a marca singer. 2 reais preço . vick vaporub . ou . gelol tb funciona so que demora muito secagen ums 3 dias é bom pasar o dedo esfregando pra seca + rapido .

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M

    Diógenes Gonçalves

    Eu tive a mesma impressão durante meus testes. Para quem gosta de cola VOC free, a cascola base d’água é uma boa pedida, vou explicar os procedimentos logo mais. A vipal é ótima, bom preço e cola muito bem a borracha na madeira, sendo relativamente fácil de retirar depois. A Cascola tradicional (de cor amarela) também é excelente, mas precisa ser diluída. Com a proliferação de borrachas tensionadas velozes de várias marcas, não achei fundamental o uso de booster, a não ser que ele seja liberado oficialmente. Mas uma coisa é certa, para quem joga com borrachas chinesas tacky, vale muito a pena. A borracha fica mais macia e dispara bem mais.
    Abraço.

    Sobre colas: Até hoje não encontrei uma cola VOC free que proporcione uma boa adesão. Sempre fica uma sensação de borracha meio solta, o que não me agrada. A melhor das colas brancas que testei foi a Nitaku Finezip, mas é caríssima e difícil de espalhar de maneira uniforme.
    Por tudo isso continuo usando uma mistura de solvente Reducola com Vipal. Coloco meia lata (das de Fair Chack) de reducola e 6 tubinhos de Vipal. Gruda bem melhor, embora resulte em uma conjunto fora das regras de colagem. Para quem não disputa campeonatos, como eu, é uma alternativa.

    Sobre boosters: Raramente uso, a não ser em casos onde eu quero aumentar o tamanho da borracha para caber em uma madeira maior. Para isso o booster é eficiente. O que eu uso é parafina líquida, que se encontra em lojas de artesanato. Mas além de esticar a borracha, também percebo que o uso deste produto amacia a borracha, ficando mole demais, dependendo da borracha. Por exemplo, usei em uma Rakza 7 Soft, que já é macia, e não gostei do resultado. Ainda não usei em borrachas chinesas, mas pode ser que o amaciamento neste caso seja positivo.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M

    Diógenes Gonçalves

    Tem sim fabio.s. A Cascola Base d’água tem a composição bem semelhante às colas vendidas por marcas tradicionais de Tênis de Mesa. É muito barata, mas o problema é que não dá pra comprar sozinho. O menor recipiente que encontrei dela pra vender tem 1kg, que se tratando de cola, é coisa pra caramba. O ideal é rachar com o pessoal do treino ou com amigos, aí fica beeem interessante. O pote de 1kg custa cerca de R$ 40,00 a R$ 45,00 o que dá de R$ 4,00 a R$ 4,50 cada 100g. Custo-benefício imbatível para o mesmo resultado obtido com as colas tradicionais, na minha opinião.
    Abraço.

    http://table-tennis-equipment-review.com/tear-mender-glue-review/

    Nesse reviews o camarada testa uma cola barata alternativa a base de água, será que a gente consegue um similar?

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M

    Diógenes Gonçalves

    Bom, conforme tinha prometido, vou começar a postar os resultados obtidos com as experiências com colas, booster e selantes ou seladores.
    A primeira parte será dedicada à Cascola Base D’água, vendida em potes de 1kg e 5kg! A não ser que você tenha uma escola de Tênis de Mesa, seja comerciante do setor ou fabrique materiais não compre o de 5kg. É muita coisa! Comprei o de 1kg (por R$ 45,00) para os testes (em nome da ciência… rs) e estou à beira do desespero. Não tem como usar isso em menos de 10 anos sozinho, tempo mais do que suficiente para estragar a cola, rsrs. Como eu disse compre em sociedade e seja feliz, se você gosta de colas VOC Free ou joga torneios oficiais.
    Os resultados obtidos por mim com esse tipo de cola de contato foram exatamente iguais aos que eu conseguia com colas de grandes fabricantes, como Andro, Butterfly, Donic, Dandoy (que pra mim deve ser essas colas alternativas vendidas em quantidades menores), Chinesas de nome impronunciável, TSP, DHS, etc… A única diferença é que a Cascola você precisa diluir antes de aplicar nas borrachas e na madeira.
    Não gosto de cola branca de marcas tradicionais, logo, também não gostei da Cascola Base D’água, ficou como terceira opção após a conclusão de meus testes. É só questão de gosto, portanto muuuuuuuuuuito subjetivo, não quer dizer que esse tipo de cola seja pior ou menos eficiente que os outros. Só me adaptei melhor com Cascola tradicional e Vipal. Só isso. Se você usa cola VOC Free e quer algo mais em conta, compra Cascola Base D’água e seja feliz.

    Dica muito importante: Sempre aplique pelo menos uma camada de selante ou selador, como queiram, em todas as faces da raquete que irão receber borrachas. O procedimento é muito barato e simples. Compre um selante de marcas famosas ou alternativas (suvinil foi o melhor que eu encontrei). Lixe as superfícies da raquete que irão receber o produto com uma lixa d’água (bem fina), ou a mais fina que você encontrar, até a madeira ficar bem lisa. Não precisa muita força, afinal não queremos diminuir a espessura da madeira, apenas tirar algumas arestas que podem deixar a face irregular. Depois de devidamente lixada e limpa (tem que retirar o pó depois de passar a lixa), aplique uma demão de selador com um pincel fino, espalhando bem, com movimentos longos para as duas direções (seguindo o sentido das fibras). Depois disso deixe secar em local arejado. Em cerca de 4 hora está pronta para receber a cola escolhida por você (seca antes disso, mas não custa ser precavido).

    Essa regra do selante vale para TODAS as colas, se sua raquete não veio com selante de fábrica. A maioria das raquetes vem seladas de fábrica, mas se não for o caso da sua, passe o selador. Essa é a razão número um para as reclamações de que as colas alternativas arrancam lascas da madeira. Eu já tive uma raquete decepada por uma cola de fabricante conceituado. Culpa da cola? Não, culpa minha que não sabia dessa dica e colei uma raquete que não foi selada previamente, sem passar o selante eu mesmo. Depois que aprendi isso, nunca mais tive problema com cola alguma, alternativa ou de grife. Para isso precisei, literalmente, me lascar (com o perdão do trocadilho).

    O selante deixa a madeira levemente brilhante e muito mais lisa do que antes de aplicar o produto. O selante suvinil, desde que devidamente diluído (vou ver minhas anotações e posto aqui depois a quantidade de thinner x selador), não altera as características da madeira. Quando você perceber que a camada de selador estiver acabando (o que pode acontecer entre seis meses e um ano, dependendo da quantidade de recolagens que você fizer), lixe a madeira novamente, limpe e passe outra demão de selador. Pronto.
    Tem gente que passa duas demãos de selador. Com o da marca suvinil, achei desnecessário, correndo-se o risco de deixar a madeira muito lisa e portanto difícil de colar.

    Dúvidas, ideias e sugestões, por favor postem.

    Abraço a todos.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M


    fabio.s
    Participante
    fabio.s

    Sobrou selador da suvinil? Vende um pouco pra mim.
    Os potes costumam ser muito grandes pra usar só uma vez.

    Parabéns pela iniciativa.

    Diógenes Gonçalves

    Obrigado fabio.s.
    E como sobrou! Comprei uma lata de 1 litro e parece que nem foi usada… hehehehe.
    Manda teu endereço por MP que eu envio pra você. Você quer selante puro ou diluído?
    Abraço.

    Sobrou selador da suvinil? Vende um pouco pra mim.
    Os potes costumam ser muito grandes pra usar só uma vez.

    Parabéns pela iniciativa.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M


    diego.x.twister
    Participante
    diego.x.twister

    sim é ineditas msm rs . mais pior que funciona msm . eu descobri a pouco tempo isso. eu so um curioso nese tema . o olêo de maquina é um lubrificante multi-uso tb . e seca rapido é dura muito tempo o efeito e estica bastante a borracha . ja a otras alternativas q eu sitei funciona tb gelol so q essa demora um pouco pra seca . mais nem se compara ao olêo de maquina . eu usei olêo de maquina singer. usei nas borracha tenergys . e o efeito foi otimo mais doq o esperado . eu li que vc espremento cascolas qual é melhor a base de agua ou solvent oque vc acho qual é a melhor vo esprementa . nunca utilizei .acostumei a so usar vipal . vo comesa usar cascola

    Diógenes Gonçalves

    Das três (Vipal, Cascola Tradicional e Cascola Base D’água), achei a Vipal com Reducola e a Cascola Tradicional com Reducola as melhores opções. Com vantagem para Vipal com Reducola. Mas qualquer uma das duas é melhor que a Cascola Base D’água (ou colas VOC Free tradicionais), na minha opinião. Só usaria Cascola Base D’água ou as colas VOC Free se disputasse torneios oficiais, o que não é o caso, pelo menos por enquanto.
    Essa dica do óleo de máquina vou testar com certeza.
    Abraço.

    sim é ineditas msm rs . mais pior que funciona msm . eu descobri a pouco tempo isso. eu so um curioso nese tema . o olêo de maquina é um lubrificante multi-uso tb . e seca rapido é dura muito tempo o efeito e estica bastante a borracha . ja a otras alternativas q eu sitei funciona tb gelol so q essa demora um pouco pra seca . mais nem se compara ao olêo de maquina . eu usei olêo de maquina singer. usei nas borracha tenergys . e o efeito foi otimo mais doq o esperado . eu li que vc espremento cascolas qual é melhor a base de agua ou solvent oque vc acho qual é a melhor vo esprementa . nunca utilizei .acostumei a so usar vipal . vo comesa usar cascola

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M

    Diógenes Gonçalves

    fabio.s
    Mandei uma MP pra você.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M

    Diógenes Gonçalves

    Vamos ao segundo material testado: Cascola Tradicional diluída com Reducola. Peço desculpas pela demora aos colegas que esperavam pelos relatos. Esse final de semana fiz uma investida no basquete (outro esporte que eu adoro) e me dei mal. No final do jogo, torci feio o tornozelo direito e ainda machuquei o pulso na queda (o que dificulta um pouco a escrita… hehehe).

    É sempre bom lembrar, antes de colar qualquer borracha em qualquer raquete que você tenha, certifique-se de que sua madeira esteja selada. Depois que a madeira é selada, duas coisas mudam e são fáceis de perceber. Primeiro, a raquete fica um pouco mais brilhosa. O efeito não é tão intenso quanto um verniz, mas dá pra perceber. Segundo, a raquete ficará mais lisa, e isso é bem perceptível, basta tocar.

    Importante: Se você joga campeonatos oficiais, não utilize Cascola Tradicional ou Vipal para colar suas borrachas. Você certamente terá problemas, pelo menos enquanto a regra não for revista. O mesmo vale para booster (alternativos ou de marcas tracionais). Se você quiser testar, faça isso em raquetes e borrachas usadas para recreação ou exclusivamente para treino.

    Para aqueles que compraram ou comprarão raquetes, a grande maioria das raquetes de padrão profissional vem seladas de fábrica, especialmente as que custam mais de R$ 100,00. Não é uma regra infalível, mas na imensa maioria das raquete é assim. Na dúvida, pergunte ao vendedor. Alguns oferecem gratuitamente o serviço de selagem e já mandam a madeira pronta.

    A Cascola Tradicional tem cor amarelada (ao contrário da Cascola Base D’água que é branca como as colas VOC Free de marcas conhecidas de TM). Na minha opinião, cola muito melhor do que a Cascola Base D’água e as colas VOC Free tradicionais. Era diluída com Toluol, e por isso antigamente foi amplamente usada como droga. O fabricante acabou mudando a fórmula para evitar o problema, mas com isso (pelo menos ao meu ver), perdeu-se a característica mais conhecida desse tipo de material (pelo menos para nós mesatenistas) – o efeito de velocidade e explosão causados pela antiga cola rápida. No tempo de caneteiro, lembro que borrachas lentas como a Mark V e Sriver (dois clássicos!) ficavam um foguete quando coladas com cola rápida. Para facilitar a aplicação e intensificar ainda mais o efeito, a cola era diluída com solvente (que também tinha toluol em sua composição).

    Comprei uma lata de Cascola Tradicional, pensando em reviver os tempos áureos da cola rápida ou pelo menos equiparar minhas borrachas não tensionadas às mais modernas, fabricadas após a proibição da cola rápida. Especialmente algumas borrachas chinesas que possuo, como a DHS Hurricane 3 Neo, DHS Hurricane 3 e outras. Mas a realidade foi bem diferente. A Cascola Tradicional (com a nova fórmula sem toluol) não tem quase nada a ver com a antiga cola rápida, a não ser o cheiro que ainda não continua dos melhores… rs. A vantagem é apenas colar bem melhor a borracha na madeira. Portanto, se você quer usar borrachas chinesas ou não tensionadas, vai ter que fazer uso de booster, não tem jeito.

    É minha segunda cola preferida, perdendo apenas para a Vipal. Vou fazer uma troca com o fabio.s, de parafina e selador por um pouco de cola rápida. Como a cola é importada, não deve ter essa restrição quanto ao uso de solventes. Quero usar a cola para comprovar se o toluol (ou a ausência dele) é mesmo o responsável pela diferença entre a cola rápida antiga e a nova. Ou se elas ainda são iguais e eu é que estou louco… hahahahahaha.

    Informação Importante: Tem sempre que diluir as colas, quaisquer que sejam para poder aplicar de forma homogênea e com mais facilidade. No caso da Cascola Base D’água o solvente obviamente é água. No caso da Cascola Tradicional e da Vipal (da qual falarei em breve) o solvente é a Reducola. Sempre misturo solvente até a cola ficar mais líquida, mas o ponto certo é ainda escorrendo pelo pincel, nunca pingando. Uma dica é sempre guardar um pouco de cola não diluída para misturar caso erre-se o ponto.

    Então é isso, prepare a raquete selando as faces da madeira que receberão borrachas (se sua raquete não vier selada de fábrica ou pelo vendedor). E depois de um tempo (seis meses a um ano, dependendo da frequência que você troca as borrachas) repita o procedimento. Depois dilua a cola e aplique normalmente.
    Coloco o post sobre Vipal o mais rápido possível.

    Abraço a todos.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M

    Diógenes Gonçalves

    Outra informação importante. Nunca testei a Cascola Extra e na verdade não o farei. Deve ser bem mais forte que a tradicional e não vejo necessidade já que a Cascola Tradicional e a Vipal me atendem muito bem.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M


    Nakata
    Moderador
    Nakata

    A Cascola Tradicional (com a nova fórmula sem toluol) não tem quase nada a ver com a antiga cola rápida, a não ser o cheiro que ainda não continua dos melhores… rs. A vantagem é apenas colar bem melhor a borracha na madeira. Portanto, se você quer usar borrachas chinesas ou não tensionadas, vai ter que fazer uso de booster, não tem jeito.

    Vou colocar um porém aqui. O uso de booster só será vantajoso se o jogador quiser mais velocidade. Para quem prefere bloquear, uma borracha não tensionada sem cola rápida nem booster é mais adequada. Eu mesmo uso uma TSP X´S F1 21 sem cola ou booster no backhand. E bloqueio muito melhor com ela do que com uma Rakza 7 Soft, por ex.

    Diógenes Gonçalves

    A Cascola Tradicional (com a nova fórmula sem toluol) não tem quase nada a ver com a antiga cola rápida, a não ser o cheiro que ainda não continua dos melhores… rs. A vantagem é apenas colar bem melhor a borracha na madeira. Portanto, se você quer usar borrachas chinesas ou não tensionadas, vai ter que fazer uso de booster, não tem jeito.

    Vou colocar um porém aqui. O uso de booster só será vantajoso se o jogador quiser mais velocidade. Para quem prefere bloquear, uma borracha não tensionada sem cola rápida nem booster é mais adequada. Eu mesmo uso uma TSP X´S F1 21 sem cola ou booster no backhand. E bloqueio muito melhor com ela do que com uma Rakza 7 Soft, por ex.[/quote]

    Bem lembrado! O que eu disse se aplica a um estilo de jogo ofensivo baseado mais em loop e drive. Para bloquear é melhor ter controle, como disse o Nakata, portanto sem nada que imprima mais velocidade.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M

    Diógenes Gonçalves

    Detalhe importante que acho que ajudará muita gente. SEMPRE dilua a Cascola Base D’água, Cascola Tradicional e Vipal antes de usar. São colas que vem de fábrica com muita consistência e necessitam ser diluídas para que se espalhem de maneira homogênea na madeira e borracha. Além disso, consistência muito elevada significa mais peso agregado ao conjunto. Sempre guarde um pouco da cola sem mistura e vá diluindo a outra porção de cola até ficar com a consistência adequada (mais fina, escorrendo do pincel, nunca gotejado). As colas tradicionais para TM já vem de fábrica diluídas, por isso não é necessário fazer esse procedimento, sob risco de até estragar a cola. Nesse caso, só se a cola endurecer.
    Abraço.

    Stiga Eternity
    Rasanter R47
    Mantra M


    Carlos-Jr
    Participante
    Carlos-Jr

    Didiosan,

    A cascola normal a base d´agua, qual a proporção que vc dilui?
    Na hora de se retirar a borracha costuma estragar a borracha?

    Certa vez pesquisei sobre estas colas novas parece que são feitas a base de látex, dai procurei mas não encontrei para comprar (moro numa cidade de interior) mas parece q existe uma cola de contato da marca formica a base látex e solúvel em água, já viu alguma coisa sobre isso?

    Grato

    Carlos

Visualizando 15 posts - 16 até 30 (de 263 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.