17Outubro2017

Mundial 2014: Brasil na luta contra o rebaixamento

 Cazuo Matsumoto - Brasil x Polonia 

Um outro Mundial, também muito difícil, começa no dia 2 de maio para o Brasil. A disputa de 13º à 24º deve ter, além de nossa seleção, Sérvia, Rússia, Ucrânia, Dinamarca, Hong Kong, Hungria, Romênia, França (ou Grécia), Espanha, Bielorrússia e Coreia do Norte (ou Suécia). Deste grupo apenas os quatro primeiros estarão garantidos na 1ª Divisão em 2016. Mas o cenário (pode) não é tão ruim.

Ao contrário dos últimos Mundiais, que reservavam 18 vagas, em Tóquio apenas as 16 primeiras equipes estarão garantidas na Championships Division para o Mundial de 2016. Como sobem duas equipes da 2ª divisão, aumentaram para seis as vagas destinadas pelo Ranking Mundial por Equipes (da época do próximo Mundial).

Diante de grande ascensão da equipe brasileira, principalmente de Hugo Calderano, que ainda deve evoluir bastante; Gustavo Tsuboi e Cazuo Matsumoto, é bem provável que o Brasil consiga manter uma boa classificação até 2016. O Ranking por Equipes leva em conta a pontuação dos três primeiros jogadores de cada país. Atualmente o Brasil está muito bem posicionado em 14º (Gustavo Tsuboi – 69º, Cazuo Matsumoto – 89º e Hugo Calderano – 93º). 

Mas depender da incerteza não é uma boa opção. Melhor o Brasil "se garantir na mesa".

Donic Bluefire M2 Donic Bluefire M1 Turbo Donic Bluefire M1 Donic Bluefire M3