20Agosto2017

Bem-Vindo, Visitante
Username: Password: Lembrar-me

TÓPICO: Influência da madeira x borracha no conjunto

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108510

  • shinshiro
  • shinshiro's Avatar
  • OFFLINE
  • Junior Boarder
  • Postagens: 22
  • Agradecimentos recebidos 2
  • Karma: 0
Boa noite pessoal

Gostaria de saber o quanto de influência tem a madeira no conjunto e o quanto a borracha influencia tbm.

Pergunto pois quando troquei de borracha (Mark V) para uma Tibhar FX-P / Andro Rasant Beat a diferença foi notável, mesmo um iniciante como eu pude perceber o aumento na velocidade da bolinha.

Porém quando troquei de madeira e mantive as mesmas borrachas (no caso acho que ainda eram as Mark Vs), não percebi mta diferença (pra não dizer nenhuma). Troquei uma Donic Burn All+ (uma madeira não tão rápida) por uma DHS PG7 (uma madeira ofensiva). Percebi uma diferença na sensação da batida, sendo a PG7 mais firme (talvez por ser uma sete folhas), mas não percebi mta diferença prática na velocidade e efeito na bola...

Enfim, na minha visão de leigo a borracha parece ter mais impacto nas características do conjunto do que a madeira, mas vi gnt falando contrário, que a madeira é mais importante que a borracha.

Gostaria de saber a opinião de vcs, sobre o quanto uma coisa influencia a mais ou a menos que a outra.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108511

  • shinshiro
  • shinshiro's Avatar
  • OFFLINE
  • Junior Boarder
  • Postagens: 22
  • Agradecimentos recebidos 2
  • Karma: 0
Eu mesmo vou começar com minha teoria de leigo:

Acredito que para trocas de bola perto da mesa a borracha tem uma influencia MUITO maior que a madeira na batida.
Mas a medida que vai se afastando da mesa e os golpes ficam mais fortes, imagino que a madeira passa a ter uma inflencia maior pois a bolinha afunda mais na borracha e entra mais em contato com a madeira. Então na vdd as diferenças que a madeira faz são mais facilmente percebidas em batidas mais fortes.

Reforçando que essa é só um achismo de leigomeu. Gostaria de saber da opinião tbm do pessoal mais experiente
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108512

  • didiosan
  • didiosan's Avatar
  • ONLINE
  • Platinum Boarder
  • Jogando e aprendendo...
  • Postagens: 706
  • Agradecimentos recebidos 325
  • Karma: 18
É tudo um conjunto que pode trabalhar a favor ou contra seu estilo de jogo. Madeira e borracha precisam ser adequadas ao que vc quer. Não adianta colar pino longo numa kreanga pra jogar defensivo, nem pegar uma madeira defensiva pra ficar só batendo chapado. Cada material tem suas características e cabe a você combinar aquilo que te favorece, tanto madeira quanto borrachas.
Raquete: Butterfly Viscaria
Forehand: Rasant Turbo
Backhand: Airoc M

Raquete: Butterfly Photino
Forehand: Tenergy 05
Backhand: Vega Japan
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: Gesouza

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108514

  • shinshiro
  • shinshiro's Avatar
  • OFFLINE
  • Junior Boarder
  • Postagens: 22
  • Agradecimentos recebidos 2
  • Karma: 0
didiosan escreveu:
É tudo um conjunto que pode trabalhar a favor ou contra seu estilo de jogo. Madeira e borracha precisam ser adequadas ao que vc quer. Não adianta colar pino longo numa kreanga pra jogar defensivo, nem pegar uma madeira defensiva pra ficar só batendo chapado. Cada material tem suas características e cabe a você combinar aquilo que te favorece, tanto madeira quanto borrachas.

Sim, concordo que tem que adequar o material ao estilo do jogador.

Mas o que eu queria discurtir seria o fato de por exemplo: se por exemplo eu quiser aumentar a valocidade do conjunto, vou sentir mais diferença trocando por uma borracha mais rápida ou trocando por uma madeira mais rápida? Qual das duas coisas impactará mais nas características do conjunto?
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108515

  • didiosan
  • didiosan's Avatar
  • ONLINE
  • Platinum Boarder
  • Jogando e aprendendo...
  • Postagens: 706
  • Agradecimentos recebidos 325
  • Karma: 18
As duas, por isso falei sobre a questão do conjunto, de pensar macro. Por exemplo, vamos imaginar o seguinte cenário:
Você joga atualmente com uma cinco folhas como a Petr Korbel e duas Baracudas. Esse é um conjunto que proporciona arco alto, muito efeito, muito controle e velocidade mediana (claro que velocidade e controle podem ser obtidos com treinamento, mas vamos focar no material nesse momento). Aí vc decide que quer mais velocidade. A pergunta é ser: só velocidade ou quer mudar alguma outra característica do conjunto?
Se a questão for só velocidade e você não consegue esse plus só com treinamento, você pode optar por três caminhos:
1) trocar as baracudas por bluefire M2.
2) trocar a Korbel por uma persson powerplay (se quiser ainda mais velocidade, uma sete folhas como a Clipper, Extreme S, PG7, Samsonov Force Pro, etc...)
3) as duas alternativas anteriores.
Perceba que em qualquer das opções, apesar de não ser 100% igual (nunca é) você mantém as características do conjunto anterior e acrescenta velocidade.
Mas aí o cara vê uma raquete ou borracha que ele acha linda, que o jogador A, B ou C usa, que o amigo diz que é boa (pra ele, o amigo... hehehehe), que foi lançada agora, etc... E vai lá e compra. Sem saber das características, só que a nova raquete é mais rápida. Você pode mudar completamente a característica do teu material mudando só a raquete ou as borrachas.
Aí o cara que tinha controle, muita geração de efeito, arco alto e controle, vai pra um material com arco menor, super veloz, com menos facilidade pra gerar efeito e controle prejudicado. E o pior, não sabe o que fazer com aquilo ou como compensar essas novas características. Resultado: ou coloca a culpa no material e no amigo que indicou ou insiste no erro e prejudica sua evolução no jogo.
Uma galera me pergunta todo dia o que tem de errado no equipamento novo deles, pq antes eles conseguiam dar drive, flick, top spin, saque curto, bloqueio e agora estão errando muito. Pergunto algumas coisas e geralmente a resposta é: "usava um material X que era maravilhoso, índice de acerto altíssimo e mudei pro conjunto Y pq vi na loja ou com um amigo e achei top. Agora não acerto mais nada, drive vai tudo pra fora, ficou uma merda". Aí eu pergunto: "e pq vc não pega a borracha A ou a raquete B?". "Mas não vai ficar muito lento?". respondo que isso não importa, pq o que importa é que ele vai acertar mais que errar novamente e vai ter um material adequado para seu nível atual e não pra daqui a 20 anos. poucos fazem o caminho de volta e continuam se lascando.
Por isso eu digo (com a experiência de quem já fez muita merda... hahahahaha), toda vez que for mexer no conjunto tem que pensar no todo e nas características do material. Aí o conjunto joga a teu favor e não contra.
Abraço.
Raquete: Butterfly Viscaria
Forehand: Rasant Turbo
Backhand: Airoc M

Raquete: Butterfly Photino
Forehand: Tenergy 05
Backhand: Vega Japan
Última Edição: 3 mêses 3 semanas ago por didiosan.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: Gesouza

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108516

  • Nakata
  • Nakata's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 4673
  • Agradecimentos recebidos 223
  • Karma: 9
Eu concordo com o didiosan, vale o conjunto.
Pode-se analisar a questão como motor e cãmbio, ambos são itens fundamentais para o funcionamento de um veículo, mas um não serve de nada sem o outro.
E como determinar a importância maior de um ou de outro? Simplesmente não dá. Ou agem em conjunto ou nada funciona.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: Gesouza

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108517

  • Gesouza
  • Gesouza's Avatar
  • OFFLINE
  • Fresh Boarder
  • Postagens: 19
  • Agradecimentos recebidos 5
  • Karma: 0
Eu penso o mesmo. Conjunto. Uma parada que eu percebi é que tem muito jogador e até alguns técnicos que ficam direcionando a galera pra alguns tipos de material, como se o cara tivesse que "ir melhorando" pra então usar a Primorac Carbon ou a Timo Boll ALC. Tipo como se fosse um santo gral, um nirvana do Tênis de Mesa. E muitas vezes essa nem é a vibe do jogador, não tem nada a ver! Geral fica bolado pq o colega já usa Viscaria com H3 e T05 "igual" os chineses e ele tá na madeira pura com borracha mais lenta ou "sem grife".
E é isso que o didiosan falou, nego sai de uma Stratus Power Wood pra uma Hurricane Long 5 com duas T05 só pra ostentar e se F$&%, mas não desce do salto nem a pau. Hahahahahahaha. E fica de caô que ainda não se acostumou com o material... hahahahaha!!! Comédia!
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: didiosan

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108518

  • didiosan
  • didiosan's Avatar
  • ONLINE
  • Platinum Boarder
  • Jogando e aprendendo...
  • Postagens: 706
  • Agradecimentos recebidos 325
  • Karma: 18
Nakata escreveu:
Eu concordo com o didiosan, vale o conjunto.
Pode-se analisar a questão como motor e cãmbio, ambos são itens fundamentais para o funcionamento de um veículo, mas um não serve de nada sem o outro.
E como determinar a importância maior de um ou de outro? Simplesmente não dá. Ou agem em conjunto ou nada funciona.

Ótima analogia!
Raquete: Butterfly Viscaria
Forehand: Rasant Turbo
Backhand: Airoc M

Raquete: Butterfly Photino
Forehand: Tenergy 05
Backhand: Vega Japan
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108519

  • didiosan
  • didiosan's Avatar
  • ONLINE
  • Platinum Boarder
  • Jogando e aprendendo...
  • Postagens: 706
  • Agradecimentos recebidos 325
  • Karma: 18
Gesouza escreveu:
Eu penso o mesmo. Conjunto. Uma parada que eu percebi é que tem muito jogador e até alguns técnicos que ficam direcionando a galera pra alguns tipos de material, como se o cara tivesse que "ir melhorando" pra então usar a Primorac Carbon ou a Timo Boll ALC. Tipo como se fosse um santo gral, um nirvana do Tênis de Mesa. E muitas vezes essa nem é a vibe do jogador, não tem nada a ver! Geral fica bolado pq o colega já usa Viscaria com H3 e T05 "igual" os chineses e ele tá na madeira pura com borracha mais lenta ou "sem grife".
E é isso que o didiosan falou, nego sai de uma Stratus Power Wood pra uma Hurricane Long 5 com duas T05 só pra ostentar e se F$&%, mas não desce do salto nem a pau. Hahahahahahaha. E fica de caô que ainda não se acostumou com o material... hahahahaha!!! Comédia!

HAHAHAHAHAHAHAHAHHAA!!! Só li verdades!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!
Raquete: Butterfly Viscaria
Forehand: Rasant Turbo
Backhand: Airoc M

Raquete: Butterfly Photino
Forehand: Tenergy 05
Backhand: Vega Japan
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108520

  • Alcir
  • Alcir's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 2229
  • Agradecimentos recebidos 309
  • Karma: 34
shinshiro escreveu:
Eu mesmo vou começar com minha teoria de leigo:

Acredito que para trocas de bola perto da mesa a borracha tem uma influencia MUITO maior que a madeira na batida.
Mas a medida que vai se afastando da mesa e os golpes ficam mais fortes, imagino que a madeira passa a ter uma inflencia maior pois a bolinha afunda mais na borracha e entra mais em contato com a madeira. Então na vdd as diferenças que a madeira faz são mais facilmente percebidas em batidas mais fortes.

Reforçando que essa é só um achismo de leigomeu. Gostaria de saber da opinião tbm do pessoal mais experiente
O que vc diz não está errado shinshiro. Quanto mais vc bate na bola, mais usa a madeira, quanto mais raspa a bola, mais usa a borracha. Mas é por isso mesmo que os colegas, com razão, dizem que "depende". Vc nem sempre bate e nem sempre raspa, e por isso eles te recomendam olhar a coisa mais de cima.

Então, esta percepção é direcionada em primeiro lugar pela sensibilidade. Isso envolve algo de dom, mas sobretudo prática. Quanto mais bolas vc golpeou na vida, mais capacidade vai ter de perceber a diferença entre elas, é bem simples. Além disso, como muito bem disse o didiosan, o treinamento te leva a minimizar as diferenças entre seus golpes, e logo as diferenças dos materiais ficam mais perceptíveis tb.

Resumidamente, não existe uma posição absoluta a este respeito. Vc vai sentir a bola de uma forma se bater de um jeito e de outra se bater de outro. Por isso o nosso esporte é tão incrível.

Abraços!!!
Alcir Zardetto Franzol
(Classista Destro Off -)

Material:
Raquete - Stiga Clipper CR
Borracha FH - Tibhar Evolution MX-S / Borracha BH - Tibhar Evolution FX-P
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: shinshiro

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108521

  • Tiago Brizola
  • Tiago Brizola's Avatar
  • OFFLINE
  • Expert Boarder
  • Postagens: 109
  • Agradecimentos recebidos 20
  • Karma: 0
A primeira vista, principalmente quando somos iniciantes, a borracha é de fato a parte que mais se destaca e provoca as mudanças mais sensíveis no jogo. Mas na medidade que vamos avançando, cada vez mais vai crescendo a importância do conjunto como um todo. Em linhas gerais da pra se dizer que o efeito é mais influenciado pelas borrachas, ainda que a raquete possa, a partir de suas características, também interferir nesse quesito. Em relação a velocidade e controle, aí atentar ao conjunto é essencial. Muitas vezes uma borracha de bom controle e efeito, mas que seja muito mole, se colocada numa raquete muito rígida, pode perder suas características, só para citar um exemplo.
Atualmente eu busco conjuntos com muitas marchas (gears), ou seja,que tenham um grande espectro de performace em estilos diferentes, no meu caso quero que se comportem bem no jogo all, mas quando exigido tenham características de off. E pra isso fui atrás de raquetes com camadas externas menos rigidas e fibras de carbono mais próximas do centro. Então nesse caso a raquete influenciou muito.
Há ainda outras características a serem consideradas para além de simplesmente velocidade e controle, como o sweetspot, o tempo de contato, a rigidez, a expessura.
Muitae vezes um jogador nao consegue imprimir seu melhor jogo pq não se adapta ao cabo da raquete, p ex.
Então não da pra ser um jogador de supertrunfo e escolher a borracha mais rápida com a raquete mais rapida, achando que isso vá melhorar o jogo.
Clube Thalia - Curitiba/PR
www.tmthalia.com.br
Classista
Donic Waldner OFF World Champion 89
FH: TIBHAR Evolution MX-P
BH: TIBHAR Evolution MX-P
Última Edição: 3 mêses 3 semanas ago por Tiago Brizola.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108522

  • didiosan
  • didiosan's Avatar
  • ONLINE
  • Platinum Boarder
  • Jogando e aprendendo...
  • Postagens: 706
  • Agradecimentos recebidos 325
  • Karma: 18
Justamente o contrário, quanto mais inexperiente, mais a alteração de material (qualquer que seja) será sentida. E não apenas isso. A influência da raquete na produção de velocidade, controle e inclusive spin não pode ser subvalorizada. Pega uma Donic Dicon com duas borrachas quaisquer e depois cole essas mesmas borrachas numa Schlager Carbon e veja se raquete não tem uma grande influência inclusive na facilidade ou dificuldade de gerar spin. Quanto mais macia a madeira, mais fácil pra gerar spin porque o tempo de contato com a bolinha é maior. São frações de segundo, mas faz muita diferença. Não por acaso, a grande maioria dos Chineses e até dos europeus joga com raquete carbonada, com carbono mais macio (ALC e afins) e folha externa de koto.
Nos outros quesitos (velocidade e controle) a importância da madeira é mais óbvia.
Raquete: Butterfly Viscaria
Forehand: Rasant Turbo
Backhand: Airoc M

Raquete: Butterfly Photino
Forehand: Tenergy 05
Backhand: Vega Japan
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108523

  • didiosan
  • didiosan's Avatar
  • ONLINE
  • Platinum Boarder
  • Jogando e aprendendo...
  • Postagens: 706
  • Agradecimentos recebidos 325
  • Karma: 18
Alcir escreveu:
shinshiro escreveu:
Eu mesmo vou começar com minha teoria de leigo:

Acredito que para trocas de bola perto da mesa a borracha tem uma influencia MUITO maior que a madeira na batida.
Mas a medida que vai se afastando da mesa e os golpes ficam mais fortes, imagino que a madeira passa a ter uma inflencia maior pois a bolinha afunda mais na borracha e entra mais em contato com a madeira. Então na vdd as diferenças que a madeira faz são mais facilmente percebidas em batidas mais fortes.

Reforçando que essa é só um achismo de leigomeu. Gostaria de saber da opinião tbm do pessoal mais experiente
O que vc diz não está errado shinshiro. Quanto mais vc bate na bola, mais usa a madeira, quanto mais raspa a bola, mais usa a borracha. Mas é por isso mesmo que os colegas, com razão, dizem que "depende". Vc nem sempre bate e nem sempre raspa, e por isso eles te recomendam olhar a coisa mais de cima.

Então, esta percepção é direcionada em primeiro lugar pela sensibilidade. Isso envolve algo de dom, mas sobretudo prática. Quanto mais bolas vc golpeou na vida, mais capacidade vai ter de perceber a diferença entre elas, é bem simples. Além disso, como muito bem disse o didiosan, o treinamento te leva a minimizar as diferenças entre seus golpes, e logo as diferenças dos materiais ficam mais perceptíveis tb.

Resumidamente, não existe uma posição absoluta a este respeito. Vc vai sentir a bola de uma forma se bater de um jeito e de outra se bater de outro. Por isso o nosso esporte é tão incrível.

Abraços!!!

Verdade. E os fabricantes devem ficar felizes da vida, porque muita gente fica a vida toda testando materiais em busca do equilíbrio perfeito. E quando acham que acharam, sai uma leva nova de borrachas raquetes e etc... Hahahahahahahaha. Eu que sou pangaré já me conformei que, no meu caso, essa busca não só é desnecessária como inútil. kkkkkkkkkkkkk.
Raquete: Butterfly Viscaria
Forehand: Rasant Turbo
Backhand: Airoc M

Raquete: Butterfly Photino
Forehand: Tenergy 05
Backhand: Vega Japan
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108524

  • Tiago Brizola
  • Tiago Brizola's Avatar
  • OFFLINE
  • Expert Boarder
  • Postagens: 109
  • Agradecimentos recebidos 20
  • Karma: 0
Didiosan, acho que me expressei um pouco mal, o que quis dizer é que até se ter a sensibilidade, que só é adquirida com o tempo, é mais difícil atribuir quais caraterísticas da raquete são melhores ou piores em relação ao nosso jogo, e já com as borrachas esse processo é mais (ao menos aparentemente) intuitivo e direto.

Certamente a raquete tem total influência na geração de spin, mas mais uma vez, quis dizer que para o iniciante, é difícil saber quais as melhores características em relação ao sweetspot, dwell time, rigidez, número de camadas, composição etc, que proporcionarão acrescemo no montante de giro impresso à bola, então é mais fácil (mas nem sempre a melhor opção) procurar uma borracha com características mais adequadas.
Ou seja, ainda que o iniciante sinta as mudanças, não tem a experiência para entender muito bem o que está acontecendo, então geralmente é melhor apostar, conforme seu exemplo, inicialmente na DICON, do que na Schlager.
Clube Thalia - Curitiba/PR
www.tmthalia.com.br
Classista
Donic Waldner OFF World Champion 89
FH: TIBHAR Evolution MX-P
BH: TIBHAR Evolution MX-P
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108525

  • Alcir
  • Alcir's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 2229
  • Agradecimentos recebidos 309
  • Karma: 34
didiosan escreveu:
Verdade. E os fabricantes devem ficar felizes da vida, porque muita gente fica a vida toda testando materiais em busca do equilíbrio perfeito. E quando acham que acharam, sai uma leva nova de borrachas raquetes e etc... Hahahahahahahaha. Eu que sou pangaré já me conformei que, no meu caso, essa busca não só é desnecessária como inútil. kkkkkkkkkkkkk.
Os fabricantes estão jogando o jogo que eles têm que jogar, e eles precisam continuar lá para o esporte continuar sendo viável para todos: negócios, profissionais e amadores. E sim, vc tem razão a respeito dessa "busca". Muita gente se diverte no meio dela, mas se iludem se pensam que vai fazê-los chegar a algum lugar.

O problema é que não se dá o tempo e esforço necessário para desenvolver a tal sensibilidade. Pode-se falar de inúmeros aspectos a respeito de um material: velocidade, dureza, efeito, arco, sweetspot, dwell time, etc. Mas no final das contas, os conhecemos apenas com nossos olhos, e não com nossas mãos. Precisamos ser mais jogadores e menos engenheiros (e é um engenheiro que está escrevendo isso hahahahahaha). E para isso é necessário mais suor do que qualquer outra coisa. Com isso quero dizer que em geral se dedica mais tempo a descobrir o substituto de um material (que muitas vezes sequer precisam de substituto) do que a buscar usar seu potencial. Sim, é diferente aplicar spin com uma Dicon do que com uma Werner Schlager, e é importante ter isso em vista de cara, mas só com muita bola vc vai sentir isso, e quem sabe perceber que é possível fazê-lo bem tb, desde que adquira a sensibilidade para isso (e não precisa ser o próprio Werner Schlager para isso).

Abraços!!!
Alcir Zardetto Franzol
(Classista Destro Off -)

Material:
Raquete - Stiga Clipper CR
Borracha FH - Tibhar Evolution MX-S / Borracha BH - Tibhar Evolution FX-P
Última Edição: 3 mêses 3 semanas ago por Alcir.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108526

  • shinshiro
  • shinshiro's Avatar
  • OFFLINE
  • Junior Boarder
  • Postagens: 22
  • Agradecimentos recebidos 2
  • Karma: 0
Alcir escreveu:
shinshiro escreveu:
Eu mesmo vou começar com minha teoria de leigo:

Acredito que para trocas de bola perto da mesa a borracha tem uma influencia MUITO maior que a madeira na batida.
Mas a medida que vai se afastando da mesa e os golpes ficam mais fortes, imagino que a madeira passa a ter uma inflencia maior pois a bolinha afunda mais na borracha e entra mais em contato com a madeira. Então na vdd as diferenças que a madeira faz são mais facilmente percebidas em batidas mais fortes.

Reforçando que essa é só um achismo de leigomeu. Gostaria de saber da opinião tbm do pessoal mais experiente
O que vc diz não está errado shinshiro. Quanto mais vc bate na bola, mais usa a madeira, quanto mais raspa a bola, mais usa a borracha. Mas é por isso mesmo que os colegas, com razão, dizem que "depende". Vc nem sempre bate e nem sempre raspa, e por isso eles te recomendam olhar a coisa mais de cima.

Então, esta percepção é direcionada em primeiro lugar pela sensibilidade. Isso envolve algo de dom, mas sobretudo prática. Quanto mais bolas vc golpeou na vida, mais capacidade vai ter de perceber a diferença entre elas, é bem simples. Além disso, como muito bem disse o didiosan, o treinamento te leva a minimizar as diferenças entre seus golpes, e logo as diferenças dos materiais ficam mais perceptíveis tb.

Resumidamente, não existe uma posição absoluta a este respeito. Vc vai sentir a bola de uma forma se bater de um jeito e de outra se bater de outro. Por isso o nosso esporte é tão incrível.

Abraços!!!

Alcir obrigado pela resposta. Seu jeito mais simples e direto de explicar deu uma esclarecida melhor, confesso que até o seu post eu estava meio inquieto com os "depende" da vida, tava tudo meio nebuloso haha.

Acho que ainda não tenho experiencia o suficiente para compreender em plenitude a profundidade dos posts dos demais colegas, mas mesmo assim é legal ouvir a todos. Obrigado a todos pelas respostas!

.
Tiago Brizola escreveu:
A primeira vista, principalmente quando somos iniciantes, a borracha é de fato a parte que mais se destaca e provoca as mudanças mais sensíveis no jogo. Mas na medidade que vamos avançando, cada vez mais vai crescendo a importância do conjunto como um todo. Em linhas gerais da pra se dizer que o efeito é mais influenciado pelas borrachas, ainda que a raquete possa, a partir de suas características, também interferir nesse quesito. Em relação a velocidade e controle, aí atentar ao conjunto é essencial. Muitas vezes uma borracha de bom controle e efeito, mas que seja muito mole, se colocada numa raquete muito rígida, pode perder suas características, só para citar um exemplo.
Atualmente eu busco conjuntos com muitas marchas (gears), ou seja,que tenham um grande espectro de performace em estilos diferentes, no meu caso quero que se comportem bem no jogo all, mas quando exigido tenham características de off. E pra isso fui atrás de raquetes com camadas externas menos rigidas e fibras de carbono mais próximas do centro. Então nesse caso a raquete influenciou muito.
Há ainda outras características a serem consideradas para além de simplesmente velocidade e controle, como o sweetspot, o tempo de contato, a rigidez, a expessura.
Muitae vezes um jogador nao consegue imprimir seu melhor jogo pq não se adapta ao cabo da raquete, p ex.
Então não da pra ser um jogador de supertrunfo e escolher a borracha mais rápida com a raquete mais rapida, achando que isso vá melhorar o jogo.
.
didiosan escreveu:
Justamente o contrário, quanto mais inexperiente, mais a alteração de material (qualquer que seja) será sentida. E não apenas isso. A influência da raquete na produção de velocidade, controle e inclusive spin não pode ser subvalorizada. Pega uma Donic Dicon com duas borrachas quaisquer e depois cole essas mesmas borrachas numa Schlager Carbon e veja se raquete não tem uma grande influência inclusive na facilidade ou dificuldade de gerar spin. Quanto mais macia a madeira, mais fácil pra gerar spin porque o tempo de contato com a bolinha é maior. São frações de segundo, mas faz muita diferença. Não por acaso, a grande maioria dos Chineses e até dos europeus joga com raquete carbonada, com carbono mais macio (ALC e afins) e folha externa de koto.
Nos outros quesitos (velocidade e controle) a importância da madeira é mais óbvia.

Na pouca experiencia que tive eu senti bastante diferença na mudança de borrachas, mas quase nenhuma na mudança da madeira.
Talvez para meu tipo de jogo atual a madeira seja menos decisiva, mesmo porque ainda não tenho técnica/ consistência nos golpes/ sensibilidade o suficiente para perceber mudanças mais sutis.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108527

  • Alcir
  • Alcir's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 2229
  • Agradecimentos recebidos 309
  • Karma: 34
shinshiro escreveu:
Alcir obrigado pela resposta. Seu jeito mais simples e direto de explicar deu uma esclarecida melhor, confesso que até o seu post eu estava meio inquieto com os "depende" da vida, tava tudo meio nebuloso haha.

Acho que ainda não tenho experiencia o suficiente para compreender em plenitude a profundidade dos posts dos demais colegas, mas mesmo assim é legal ouvir a todos. Obrigado a todos pelas respostas!
Que bom que pude esclarecer sua dúvida. Apenas acredito que o centro de tudo é o jogo, e por aí me balizo, e daí tanta insistência em falar sobre TREINO, PRÁTICA. E todos os colegas têm razão no que dizem, apenas têm perspectivas diferentes.

No fim das contas, o que importa é o conforto que vc sente com o que vc joga, não importa o que seja. Assim, vc vai colocar o material onde ele precisa se situar: trabalhando em função de vc e não o contrário.

Abraços!!!
Alcir Zardetto Franzol
(Classista Destro Off -)

Material:
Raquete - Stiga Clipper CR
Borracha FH - Tibhar Evolution MX-S / Borracha BH - Tibhar Evolution FX-P
Última Edição: 3 mêses 3 semanas ago por Alcir.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108529

  • Tiago Brizola
  • Tiago Brizola's Avatar
  • OFFLINE
  • Expert Boarder
  • Postagens: 109
  • Agradecimentos recebidos 20
  • Karma: 0
Então Shinshiro, acabei tentando abordar muitos assuntos anteriormente o que deixou a resposta confusa.
Mas em resumo, é a partir da borracha que o mesatenista iniciante vai começar a ter contato com as noções de efeito e maior velocidade.
Até por isso é bem comum que os técnicos sugiram que se mantenha a madeira e troque-se somente a borracha no primeiro "upgrade".

Com o tempo e principalmente com o treino, o jogador vai começando sentir melhor o equipamento e também de fazer essa sintonia fina, e então as alterações de material são naturais. Mas o que se deve procurar é adequar o material ao seu estilo de jogo e não achar que o equipamento em si trará qualidades que não se tem.
Clube Thalia - Curitiba/PR
www.tmthalia.com.br
Classista
Donic Waldner OFF World Champion 89
FH: TIBHAR Evolution MX-P
BH: TIBHAR Evolution MX-P
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: shinshiro

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108536

  • lukaomonster
  • lukaomonster's Avatar
  • OFFLINE
  • Senior Boarder
  • Postagens: 55
  • Agradecimentos recebidos 6
  • Karma: 1
Sair de uma DEF para uma OFF++ é complicado..

Porém pelo período de 6 meses de treino já to na 4º troca de raquete indo para a 5º raquete.. (1º butterfly de loja de depto antigona que eu tinha a mil anos, 2º Uma madeira daquelas chinesas baratinha Huarite carbonada, 3º uma madeira da Galaxy Y4, 3º Xiom Offensive S, 4º Xiom Zetro Quad que vai demorar um pouco pra chegar pq importei)..

Sobre borrachas ja utilizei no treino:
Baracuda (FH E BH)
Rakza 7 Max (FH)
Rakza X Max (FH)

Rakza X Soft (BH)
BlueFire BigSlam (BH)


na empresa uso a Huarite:
DHS Neo Hurricane III (FH)
Sanwei T88-III (BH)

Obs: algum podem falar que eu sou ingênuo e deveria ficar com um material até jogar pra caramba, porém a evolução devido a utilização de um material de qualidade foi MUITO ALTA... peguei a Zetro Quad pois tenho um grande problema com top spin..
Raquete: Xiom Zetro Quad
FH: Rakza X Max
BH: Rakza X Soft
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 3 mêses 3 semanas ago #108537

  • Alcir
  • Alcir's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 2229
  • Agradecimentos recebidos 309
  • Karma: 34
lukaomonster escreveu:
Obs: algum podem falar que eu sou ingênuo e deveria ficar com um material até jogar pra caramba, porém a evolução devido a utilização de um material de qualidade foi MUITO ALTA... peguei a Zetro Quad pois tenho um grande problema com top spin..
Não tem problema trocar o "alguém pode falar" por "Alcir pode falar", juro que não vou me sentir ofendido e nem colocar seu nome na boca do sapo hahahahahahahahah.

É inegável que ter um material de qualidade é importante, e não duvido que vc tenha evoluído COM ele. O engano é acreditar que é POR CAUSA dele. Se vc não tivesse capacidade, igualmente não faria nada com o material que seja. Trocar de material está longe de ser um pecado, e no final do dia, cada um decide o que é bom para si, mas isso em si não resolve problema técnico. Por exemplo, os únicos aspectos de material que TALVEZ poderiam causar o seu "grande problema com top spin" seriam borrachas extremamente desgastadas (a ponto de perderem totalmente a vida útil) e / ou uma madeira extremamente rápida e dura. Não acredito que suas borrachas estejam em tal estado e a sua madeira atual é o exato oposto do que poderia te atrapalhar, inclusive é perfeita para te ajudar a melhorar este tipo de golpe de maior sensibilidade.

Não existe problema nenhum em trocar de material, e para muita gente isso é a diversão e praticamente finalidade da coisa toda, e não sou eu quem vou tirar isso de alguém. Porém, se como hobby isso é OK, na busca de melhorar suas capacidades técnicas, procurar solução fora das suas próprias mãos é ilusão. E se sou tão insistente neste aspecto, é pq vejo frequentemente pessoas andando em círculos e até abandonando o esporte por desanimar com a falta de progresso, e isso é triste de ver. Eu espero de verdade que vc encontre o que está buscando, mas espero mais ainda que não perca o rumo procurando por algo que está apenas nas suas mãos.

Abraços!!!
Alcir Zardetto Franzol
(Classista Destro Off -)

Material:
Raquete - Stiga Clipper CR
Borracha FH - Tibhar Evolution MX-S / Borracha BH - Tibhar Evolution FX-P
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: lukaomonster

Influência da madeira x borracha no conjunto 2 semanas 3 horas ago #109095

  • shinshiro
  • shinshiro's Avatar
  • OFFLINE
  • Junior Boarder
  • Postagens: 22
  • Agradecimentos recebidos 2
  • Karma: 0
Upando o tópico com uma atualização.

Essa semana pude comparar lado a lado uma Stiga Allround Classic (minha madeira atual) com uma Donic Ovtcharov True Carbon (semelhante à Viscaria / Zhang Jike ALC da Butterfly segundo vários relatos nos foruns gringos). Dessa vez peguei uma madeira com características BEM distintas pra ver se conseguia notar a influencia da madeira no conjunto.

A comparação foi feita utilizando as mesmas borrachas em ambas para assegurar que a diferença sentida seria devido apenas à madeira.
FH: Super 999T
BH: KLT (ou LKT) Pro XP

Pra minha sorte o treino dessa semana foi focado em consistência: fazer X batidas seguidas, Y drives seguidos, etc, o que favoreceu a comparação direta entre as raquetes. Eu fazia uns minutos com uma e depois trocava para outra pra poder comparar.

Antes de bater com a OTC, achava que a principal diferença que iria perceber era na velocidade. Mas me enganei!
A OTC, em relação a SAC, gera:
1) uma trajetória mais baixa da bolinha (essa foi a primeira coisa que notei!)
2) mais velocidade (como o esperado)
3) menos efeito (tbm não esperava por essa!)

Detalhando um pouquinho:

1) Isso eu notei logo nas primeiras batidas, o que me espantou. Com a SAC a bolinha passava com folga acima da rede, mas com a OTC, fazendo o mesmo movimento, a bolinha passava bem rente a rede ou nem passava dela. Isso me surpreendeu muito pois achava que esse ângulo de saída da bolinha (que os gringos chamam de "throw angle") fosse quase que exclusividade da borracha e que a madeira tivesse muita pouca influência nisso. A trajetória da bolinha ficou mais reta nas batidas perto da mesa. Me surpreendi!

2) Bom aqui não tem nada de inesperado. A OTC como o proprio nome já entrega possui carbono em sua composição. Percebi mais diferença na velocidade nos meus bloqueios, que ficaram mais rápidos e baixos.

3) Essa eu tbm não esperava uma diferença notável. Na verdade eu nem percebi nada, quem me alertou disso foi minha parceira de treino que estava bloqueando os drives. Ela falou que a SAC gerava mais efeito na bola, e ela falou isso espontaneamente sem nem eu perguntar, então creio que seja uma diferença não desprezível. Mas eu mesmo não tinha percebido nada, muito provavelmente por eu não ter sensibilidade/experiência o bastante pra isso (e também porque quem bloqueia que acaba sentindo mais as mudanças nos golpes). Creio então que posso inferir que a SAC possui maior tempo de contato (dwell time) que a OTC correto? E isso seria devido a maior "maciez" da SAC? Tem a ver com flexibilidade da madeira também?

Aliás, isso de flexibilidade ainda é um ponto que eu preciso prestar mais atenção. Ainda não sei dizer se uma madeira é mais flexível que a outra. Me falta treino/experiência pra notar essa característica, entre outras.

Eu gosto dessas discussões a respeito de material, composição das madeiras, o que cada tipo de "folha" influencia na batida, etc, é um assunto que descobri que tenho bastante interesse. Mas não se preocupem Alcir e companhia, isso é apenas parte da minha diversão, não tenho a ilusão que vou ficar bom só por causa do material hahaha. Sei que ficar mudando de material é ruim pro desenvolvimento, mas como jogo só por diversão não tem problema, e entender de materiais acabou se tornando parte do meu hobby :)
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Os seguintes usuários disseram Obrigado: julio.nakatani

Influência da madeira x borracha no conjunto 2 semanas 2 horas ago #109096

  • julio.nakatani
  • julio.nakatani's Avatar
  • OFFLINE
  • Gold Boarder
  • Postagens: 190
  • Agradecimentos recebidos 91
  • Karma: 10
Shinshiro, a flexibilidade do material realmente muda muito quando se usa alguma camada sintética, tem relação também com a cola que imagino ser epoxí nas fibras sintéticas e cola branca quando só de madeira. Outras coisa que afetam são a espessura e o peso. A OTC realmente tem de se comportar da forma que você escreveu e a SAC também. O detalhe é que ambas podem fazer praticamente a mesma coisa com ajustem na técnica e força. E entender de material é complexo, ainda mais pensando que duas raquetes do mesmo modelo se comportam de forma diferente. Enfim, bom relato, ainda mais testanto com as mesmas borrachas.
Julio Kyosen Nakatani
(Classista Destro)

Material:
Raquete - J. TPE Fight
Borracha FH - C. Target Pro H47 / Borracha BH - C. Target Pro M43

Clube: AGM (Goiânia - GO)
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 1 semana 6 dias ago #109098

  • didiosan
  • didiosan's Avatar
  • ONLINE
  • Platinum Boarder
  • Jogando e aprendendo...
  • Postagens: 706
  • Agradecimentos recebidos 325
  • Karma: 18
shinshiro escreveu:
Upando o tópico com uma atualização.

Essa semana pude comparar lado a lado uma Stiga Allround Classic (minha madeira atual) com uma Donic Ovtcharov True Carbon (semelhante à Viscaria / Zhang Jike ALC da Butterfly segundo vários relatos nos foruns gringos). Dessa vez peguei uma madeira com características BEM distintas pra ver se conseguia notar a influencia da madeira no conjunto.

A comparação foi feita utilizando as mesmas borrachas em ambas para assegurar que a diferença sentida seria devido apenas à madeira.
FH: Super 999T
BH: KLT (ou LKT) Pro XP

Pra minha sorte o treino dessa semana foi focado em consistência: fazer X batidas seguidas, Y drives seguidos, etc, o que favoreceu a comparação direta entre as raquetes. Eu fazia uns minutos com uma e depois trocava para outra pra poder comparar.

Antes de bater com a OTC, achava que a principal diferença que iria perceber era na velocidade. Mas me enganei!
A OTC, em relação a SAC, gera:
1) uma trajetória mais baixa da bolinha (essa foi a primeira coisa que notei!)
2) mais velocidade (como o esperado)
3) menos efeito (tbm não esperava por essa!)

Detalhando um pouquinho:

1) Isso eu notei logo nas primeiras batidas, o que me espantou. Com a SAC a bolinha passava com folga acima da rede, mas com a OTC, fazendo o mesmo movimento, a bolinha passava bem rente a rede ou nem passava dela. Isso me surpreendeu muito pois achava que esse ângulo de saída da bolinha (que os gringos chamam de "throw angle") fosse quase que exclusividade da borracha e que a madeira tivesse muita pouca influência nisso. A trajetória da bolinha ficou mais reta nas batidas perto da mesa. Me surpreendi!

2) Bom aqui não tem nada de inesperado. A OTC como o proprio nome já entrega possui carbono em sua composição. Percebi mais diferença na velocidade nos meus bloqueios, que ficaram mais rápidos e baixos.

3) Essa eu tbm não esperava uma diferença notável. Na verdade eu nem percebi nada, quem me alertou disso foi minha parceira de treino que estava bloqueando os drives. Ela falou que a SAC gerava mais efeito na bola, e ela falou isso espontaneamente sem nem eu perguntar, então creio que seja uma diferença não desprezível. Mas eu mesmo não tinha percebido nada, muito provavelmente por eu não ter sensibilidade/experiência o bastante pra isso (e também porque quem bloqueia que acaba sentindo mais as mudanças nos golpes). Creio então que posso inferir que a SAC possui maior tempo de contato (dwell time) que a OTC correto? E isso seria devido a maior "maciez" da SAC? Tem a ver com flexibilidade da madeira também?

Aliás, isso de flexibilidade ainda é um ponto que eu preciso prestar mais atenção. Ainda não sei dizer se uma madeira é mais flexível que a outra. Me falta treino/experiência pra notar essa característica, entre outras.

Eu gosto dessas discussões a respeito de material, composição das madeiras, o que cada tipo de "folha" influencia na batida, etc, é um assunto que descobri que tenho bastante interesse. Mas não se preocupem Alcir e companhia, isso é apenas parte da minha diversão, não tenho a ilusão que vou ficar bom só por causa do material hahaha. Sei que ficar mudando de material é ruim pro desenvolvimento, mas como jogo só por diversão não tem problema, e entender de materiais acabou se tornando parte do meu hobby :)

Muito boa sua metodologia, parabéns!
Não tem forma melhor de se chegar a conclusões do que testando, como você fez. A nível de opinião, pode-se achar um monte de coisas, mas na prática a coisa muda de figura. Pelos meus testes (sim, também gosto muito de testar o comportamento de diferentes materiais a fundo...hehehehe) as conclusões foram as mesmas que as suas, como disse anteriormente. Madeira influencia, e muito, na geração de spin, por incrível que pareça. Pra se chegar ao objetivo final, todo conjunto tem que estar apontando pra mesma direção.

Sobre as características das raquetes, um bom caminho é pesquisar sobre as características das madeiras que as compõe. Limba e hinoki têm um toque mais suave, são bem macias e flexíveis. Koto, walnut, rosewood e ebony são duras e mais rígidas. É interessante também se familiarizar com os diferentes tipos de carbono e suas propriedades. Se vc incluísse no teste alguma raquete com tamca 5000 teria observado um resultado bem diferente do obtido com as outras duas raquetes. Mais dificuldade de gerar spin e bloqueios mais rápidos e diretos. Se tivesse incluído alguma ALC com a mesma folha externa da OTC teria conseguido resultados parecidos. E por aí vai.
Mas que bom que vc está testando, treinando e principalmente se divertindo, afinal esse é o objetivo, né?
Parabéns mais uma vez e bons treinos.
Raquete: Butterfly Viscaria
Forehand: Rasant Turbo
Backhand: Airoc M

Raquete: Butterfly Photino
Forehand: Tenergy 05
Backhand: Vega Japan
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 1 semana 6 dias ago #109100

  • Nakata
  • Nakata's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 4673
  • Agradecimentos recebidos 223
  • Karma: 9
shinshiro escreveu:
3) menos efeito (tbm não esperava por essa!)
Eu já fiz este tipo de teste, mas apenas porque tinha só uma borracha lisa disponível. Então quando queria jogar com outro conjunto descolava de uma madeira e colava em outra.
O que posso dizer é que realmente um conjunto com madeira pura (Persson Powerplay) gera mais efeito do que com carbonada dura (Ovtcharov Carbospeed). Mas... será que mais efeito é o ideal para mim?
No meu caso eu estou gostando de usar carbonada pois gera mais velocidade e mata pontos com mais facilidade. O que antes era bola de abertura, com carbonada tem chance de virar winner.

3) Essa eu tbm não esperava uma diferença notável. Na verdade eu nem percebi nada, quem me alertou disso foi minha parceira de treino que estava bloqueando os drives. Ela falou que a SAC gerava mais efeito na bola, e ela falou isso espontaneamente sem nem eu perguntar, então creio que seja uma diferença não desprezível.
Para mim também vale a opinião, ou melhor, reação do oponente. Antes (com madeira pura) ele conseguia retornar meus topspins, mas com carbonada muitas vezes a bola nem volta.
Menos efeito e mais velocidade = menor tempo de reação para o oponente.

Aliás, isso de flexibilidade ainda é um ponto que eu preciso prestar mais atenção. Ainda não sei dizer se uma madeira é mais flexível que a outra. Me falta treino/experiência pra notar essa característica, entre outras.
Vou dar uma dica básica. Segure a raquete com o polegar e dedo médio nas laterais (deixe a face livre, paralela a palma da mão) e bata com o cabo na cabeça.
O som emitido reflete a rigidez da madeira. Quanto mais agudo for o som, mais rígida é a madeira. Se for uma som grave pode saber que se trata de madeira mais flexível e com alguma vibração.
O melhor é quando se acha um som grave e sem vibração (do tipo "toc toc"). Isso significa uma madeira rápida, sem vibração e macia. A maioria das raquetes quadradas de folha única de hinoki produz este som. A antiga Iolite da Butterfly também tem esta caraterística, é rígida, super veloz e ao mesmo tempo macia.

Eu gosto dessas discussões a respeito de material, composição das madeiras, o que cada tipo de "folha" influencia na batida, etc, é um assunto que descobri que tenho bastante interesse.
Eu também estou aprendendo sobre isso. Ainda não consigo sentir a diferença de uma camada externa de koto para uma de limba (tenho uma raquete de cada tipo).
Mas sei que hinoki deixa o conjunto menos duro. Por isso é tão comum usar folha externa de hinoki em raquetes carbonadas, serve para suavizar a batida.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 1 semana 6 dias ago #109101

  • shinshiro
  • shinshiro's Avatar
  • OFFLINE
  • Junior Boarder
  • Postagens: 22
  • Agradecimentos recebidos 2
  • Karma: 0
julio.nakatani escreveu:
Shinshiro, a flexibilidade do material realmente muda muito quando se usa alguma camada sintética, tem relação também com a cola que imagino ser epoxí nas fibras sintéticas e cola branca quando só de madeira. Outras coisa que afetam são a espessura e o peso. A OTC realmente tem de se comportar da forma que você escreveu e a SAC também. O detalhe é que ambas podem fazer praticamente a mesma coisa com ajustem na técnica e força. E entender de material é complexo, ainda mais pensando que duas raquetes do mesmo modelo se comportam de forma diferente. Enfim, bom relato, ainda mais testanto com as mesmas borrachas.

Isso das colas influenciar no resultado tbm é um ponto interessante, já li algumas vezes pessoas falando disso. Acho que o caso mais famoso é com a "lendária" Nittaku Violin, dizem que o feeling único dela é devido (ao menos em parte) à cola utilizada em sua construção (hide glue) que é ou era a mesma usada em alguns instrumentos musicais. Se é verdade ou não eu não sei mas é interessante.

didiosan escreveu:

Muito boa sua metodologia, parabéns!
Não tem forma melhor de se chegar a conclusões do que testando, como você fez. A nível de opinião, pode-se achar um monte de coisas, mas na prática a coisa muda de figura. Pelos meus testes (sim, também gosto muito de testar o comportamento de diferentes materiais a fundo...hehehehe) as conclusões foram as mesmas que as suas, como disse anteriormente. Madeira influencia, e muito, na geração de spin, por incrível que pareça. Pra se chegar ao objetivo final, todo conjunto tem que estar apontando pra mesma direção.

Sobre as características das raquetes, um bom caminho é pesquisar sobre as características das madeiras que as compõe. Limba e hinoki têm um toque mais suave, são bem macias e flexíveis. Koto, walnut, rosewood e ebony são duras e mais rígidas. É interessante também se familiarizar com os diferentes tipos de carbono e suas propriedades. Se vc incluísse no teste alguma raquete com tamca 5000 teria observado um resultado bem diferente do obtido com as outras duas raquetes. Mais dificuldade de gerar spin e bloqueios mais rápidos e diretos. Se tivesse incluído alguma ALC com a mesma folha externa da OTC teria conseguido resultados parecidos. E por aí vai.
Mas que bom que vc está testando, treinando e principalmente se divertindo, afinal esse é o objetivo, né?
Parabéns mais uma vez e bons treinos.

É, já li um pouco sobre as características dos diferentes tipos de madeira e seus efeitos na raquete. Ainda não tenho uma raquete com folha externa dura, mas deve chegar em breve (folha externa de walnut).
No futuro pretendo testar uma com ZLC pra tentar diferenciar da ALC. E também alguma com ZLF. O "ruim" é que tem trocentas variações de fibras haha mas as mais famosas estão na minha mira, só vai demorar um bocado pra conseguir satisfazer minha curiosidade rs
Obrigado didiosan!

Nakata escreveu:
shinshiro escreveu:
3) menos efeito (tbm não esperava por essa!)
Eu já fiz este tipo de teste, mas apenas porque tinha só uma borracha lisa disponível. Então quando queria jogar com outro conjunto descolava de uma madeira e colava em outra.
O que posso dizer é que realmente um conjunto com madeira pura (Persson Powerplay) gera mais efeito do que com carbonada dura (Ovtcharov Carbospeed). Mas... será que mais efeito é o ideal para mim?
No meu caso eu estou gostando de usar carbonada pois gera mais velocidade e mata pontos com mais facilidade. O que antes era bola de abertura, com carbonada tem chance de virar winner.

Realmente, tem que analisar o que melhor encaixa aos objetivos do jogador.
Mas será que toda carbonada tem menos efeito que uma madeira pura?
Outra, as madeiras que contem carbono/fibra sintética mais perto do centro (na 3ª folha aos invés de ser na 2ª) produzem no geral mais efeito dos que estão na 2ª camada? (falando de forma geral)

Aliás, isso de flexibilidade ainda é um ponto que eu preciso prestar mais atenção. Ainda não sei dizer se uma madeira é mais flexível que a outra. Me falta treino/experiência pra notar essa característica, entre outras.
Vou dar uma dica básica. Segure a raquete com o polegar e dedo médio nas laterais (deixe a face livre, paralela a palma da mão) e bata com o cabo na cabeça.
O som emitido reflete a rigidez da madeira. Quanto mais agudo for o som, mais rígida é a madeira. Se for uma som grave pode saber que se trata de madeira mais flexível e com alguma vibração.
O melhor é quando se acha um som grave e sem vibração (do tipo "toc toc"). Isso significa uma madeira rápida, sem vibração e macia. A maioria das raquetes quadradas de folha única de hinoki produz este som. A antiga Iolite da Butterfly também tem esta caraterística, é rígida, super veloz e ao mesmo tempo macia.

Essa dica é muito legal! Tinha lido sobre isso em foruns estrangeiros mas não tinha entendido muito bem como fazer, mas agora entendi melhor, obrigado!

Fiz o teste com algumas madeiras que tenho aqui, e pra maioria deu certo!
Raquetes testadas por este método:

OSP Vitruoso Offensive- (V-) => 5 folhas de madeira
OSP Virtuoso+ (V+) => 5 folhas (composição idêntica a V- porém segundo fabricante é um pouco mais rápida e dura)
Nittaku Miyabi (NM) => 1 folha de hinoki
Donic Ovtcharov True Carbon (OTC) => 5+2 (arylate carbon)

Do mais grave ao mais agudo: V- / V+ / OTC / NM

A única que ficou fora do esperado é a NM de 1 folha de hinoki. Vc mencionou que geralmente elas possuem som grave, mas essa ao menos tem som agudo. Também acho improvável que seja mais rápida que a OTC.

Uma coisa que estou em dúvida foi quanto a vibração que vc mencionou. Não teria essa característica mais a ver com a "extensão" do som (não achei palavra melhor) do que com o tom? Por exemplo: a V- faz "tuummmmmm", enquanto a NM e OTC fazem "tum". Isso indicaria que a V- vibra mais que a NM e OTC, o que é esperado visto que é uma 5 folhas, enquanto a NM é uma folha grossa e OTC uma carbonada.

Do mais "vibrante" ao mais "seco" segundo o critério que escrevi acima: V- / V+ / OTC / NM

Nesse aspecto a NM foi "sequíssima" em comparação com as outras haha. Mas não sei se ela vibra menos que a OTC pois já vi gente reclamando da vibração dela (mas não cheguei a testar essas madeiras ainda, não dá pra tirar uma conclusão de fato).

Talvez raquetes de 1 folha de hinoki sejam uma exceção a esse tipo de teste?
Eu gosto dessas discussões a respeito de material, composição das madeiras, o que cada tipo de "folha" influencia na batida, etc, é um assunto que descobri que tenho bastante interesse.
Eu também estou aprendendo sobre isso. Ainda não consigo sentir a diferença de uma camada externa de koto para uma de limba (tenho uma raquete de cada tipo).
Mas sei que hinoki deixa o conjunto menos duro. Por isso é tão comum usar folha externa de hinoki em raquetes carbonadas, serve para suavizar a batida.

Isso é uma coisa que to looonge de conseguir hahaha. A OTC é a primeira que uso que tem a folha externa de koto. Ainda me falta um longo caminho.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 1 semana 6 dias ago #109102

  • Tiago Brizola
  • Tiago Brizola's Avatar
  • OFFLINE
  • Expert Boarder
  • Postagens: 109
  • Agradecimentos recebidos 20
  • Karma: 0
shinshiro escreveu:


Realmente, tem que analisar o que melhor encaixa aos objetivos do jogador.
Mas será que toda carbonada tem menos efeito que uma madeira pura?
Outra, as madeiras que contem carbono/fibra sintética mais perto do centro (na 3ª folha aos invés de ser na 2ª) produzem no geral mais efeito dos que estão na 2ª camada? (falando de forma geral)

.

Acredito que a rigidez da raquete, analisada como um tudo, tenha mais influência na geração de spin do que o fato de haver ou não carbono. Por exemplo, a Waldner Senso Carbon, mesmo com a fibra logo depois da camada externa, é uma raquete muito macia. Na verdade o carbono está presente mais para aumentar a estabilidade e o sweet spot do que necessariamente para torná-la rápida. Em comparação com a Ovtcharov Senso V1, é muito mais fácil colocar giro na bola com WSC, porque mesmo sendo carbonada, o tempo de contato é bem maior do do que da Ovtcharov Senso. (a que tive era especialmente rígida, pois bati bola com outras que não eram tanto).
Em relação às raquetes com o carbono mais próximo à camada central,, também tem que ser analisada a rigidez das outras camadas. A meu ver a principal vantagem dessas raquetes (que é o caso da Waldner OFF 89 da minha assinatura), é oferecer maior amplitude de desempenho, pois em jogadas mais "suaves", se comporta mais como uma allwood (portanto ajudando a colocar mais spin na bola, principalmente se a camada mais externa for macia), mas em jogadas mais agressivas, quando o carbono é "acionado", ela também responde com mais velocidade e menos arco. É uma característica que me agrada muito, mas já vi jogadores interpretando essa amplitude como irregularidade, então isso depende muito do estilo de cada um.
Clube Thalia - Curitiba/PR
www.tmthalia.com.br
Classista
Donic Waldner OFF World Champion 89
FH: TIBHAR Evolution MX-P
BH: TIBHAR Evolution MX-P
Última Edição: 1 semana 6 dias ago por Tiago Brizola.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 1 semana 6 dias ago #109103

  • Nakata
  • Nakata's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 4673
  • Agradecimentos recebidos 223
  • Karma: 9
Tiago Brizola escreveu:
Acredito que a rigidez da raquete, analisada como um tudo, tenha mais influência na geração de spin do que o fato de haver ou não carbono. Por exemplo, a Waldner Senso Carbon, mesmo com a fibra logo depois da camada externa, é uma raquete muito macia. Na verdade o carbono está presente mais para aumentar a estabilidade e o sweet spot do que necessariamente para torná-la rápida. Em comparação com a Ovtcharov Senso V1, é muito mais fácil colocar giro na bola com WSC, porque mesmo sendo carbonada, o tempo de contato é bem maior do do que da Ovtcharov Senso. (a que tive era especialmente rígida,
Ah sim, claro que não podemos generalizar.
O que eu citei sobre carbonadas era com madeiras semelhantes na espessura e composição. Se uma tiver carbono e a outra não, a carbonada vai gerar menos efeito.
O exemplo que vc citou ilustra bem como não se pode generalizar. A WSC é fina e usa limba na folha externa. Já a Ovtcharov Senso não possui carbono mas é grossa, dura e ainda usa walnut na folha externa. E na descrição ainda diz que usaram uma colagem especial para dar mais rigidez na raquete.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.

Influência da madeira x borracha no conjunto 1 semana 6 dias ago #109104

  • Nakata
  • Nakata's Avatar
  • OFFLINE
  • Moderator
  • Postagens: 4673
  • Agradecimentos recebidos 223
  • Karma: 9
shinshiro escreveu:
Essa dica é muito legal! Tinha lido sobre isso em foruns estrangeiros mas não tinha entendido muito bem como fazer, mas agora entendi melhor, obrigado!

Fiz o teste com algumas madeiras que tenho aqui, e pra maioria deu certo!
Raquetes testadas por este método:

OSP Vitruoso Offensive- (V-) => 5 folhas de madeira
OSP Virtuoso+ (V+) => 5 folhas (composição idêntica a V- porém segundo fabricante é um pouco mais rápida e dura)
Nittaku Miyabi (NM) => 1 folha de hinoki
Donic Ovtcharov True Carbon (OTC) => 5+2 (arylate carbon)

Do mais grave ao mais agudo: V- / V+ / OTC / NM

A única que ficou fora do esperado é a NM de 1 folha de hinoki. Vc mencionou que geralmente elas possuem som grave, mas essa ao menos tem som agudo. Também acho improvável que seja mais rápida que a OTC.

Uma coisa que estou em dúvida foi quanto a vibração que vc mencionou. Não teria essa característica mais a ver com a "extensão" do som (não achei palavra melhor) do que com o tom? Por exemplo: a V- faz "tuummmmmm", enquanto a NM e OTC fazem "tum". Isso indicaria que a V- vibra mais que a NM e OTC, o que é esperado visto que é uma 5 folhas, enquanto a NM é uma folha grossa e OTC uma carbonada.

Do mais "vibrante" ao mais "seco" segundo o critério que escrevi acima: V- / V+ / OTC / NM

Nesse aspecto a NM foi "sequíssima" em comparação com as outras haha. Mas não sei se ela vibra menos que a OTC pois já vi gente reclamando da vibração dela (mas não cheguei a testar essas madeiras ainda, não dá pra tirar uma conclusão de fato).

Talvez raquetes de 1 folha de hinoki sejam uma exceção a esse tipo de teste?
Bingo! Você captou o espírito da coisa.
É exatamente isso, quanto mais "prolongado" o som grave significa que a madeira terá mais vibração, além de uma batida macia.
Note que há vários conceitos diferentes: rigidez da madeira, dureza na batida e vibração.
Sobre a hinoki de 1 folha acho que você tem razão, agora me lembro que fazia um som mais para o grave do que para o agudo, mas de qualquer maneira era um som seco, curto.
Quanto ao fato da Miyabi vibrar há uma explicação: o formato. A madeira de hinoki maciça fica ideal em raquete quadrada, mas nem tanto em madeira redondas como clássicas e classinetas. Eu sei porque tive uma Xiom Katana Cpen e vibrava demasiadamente.
Repare que madeira redonda de folha única geralmente tem a cabeça compacta, bem pequena mesmo, justamente para diminuir esta vibração.
O administrador desabilitou o acesso público de escrita.
Time to create page: 0.252 seconds